Candidata a:
Assembleia de Freguesia da Estrela

Sofia Cordeiro


Consultora
Nacionalidade: Portuguesa | Naturalidade: Lisboa | Residência: Lisboa

Nasci e vivo em Lisboa e tive o privilégio de nascer em liberdade. Tenho 40 anos, sou bióloga. Dediquei vários anos à investigação científica e apaixonei-me pela comunicação de ciência, em que trabalhei alguns anos, antes de fazer uma transição da vida académica para a comunicação de forma mais lata. Passei pelo Ministério da Educação (onde fui gestora de um programa de modernização através das TIC e para onde regressei recentemente como gestora de projeto de uma medida Simplex), mas também pelo setor privado, numa multinacional de software ou num programa de aceleração de startups. Mais recentemente estive por mais de um ano na Freguesia de Arroios, onde coordenava a área da cultura e dava apoio ao Executivo. Foi uma experiência extraordinária que me mostrou a importância das políticas de proximidade e das autarquias na construção de uma comunidade. Em 2013, com a Associação Lisboa é Muita Gente, fui eleita Deputada à Assembleia Municipal de Lisboa como independente nas listas do Partido Socialista. Participei como apoiante na fundação do LIVRE por considerar que havia um espaço político por preencher, que socialmente se manifestava e com o LIVRE fui candidata às eleições legislativas de 2015 na Candidatura Cidadã LIVRE/Tempo de Avançar. Vivo com o amor da minha vida e com as suas duas filhas, que me dão esperança e fazem lutar por um futuro melhor.

Áreas de interesse: Abertura e Inclusão, Ecologia e Ambiente, Educação, Mobilidade

Apresentação da Candidatura

Acredito que a mudança começa na rua, nas pedras da calçada, no bom dia àqueles que acordam tantas horas antes que nós para preparar a cidade para cada dia, no cuidado que todos podemos ter com aquilo que partilhamos e é de todos, na entreajuda, no sentido de comunidade. Por essa razão gostaria de contribuir para construir uma cidade ainda melhor através do trabalho mais próximo da comunidade, o da freguesia. As freguesias de Lisboa tem hoje, coma a Reforma Administrativa da Cidade, competências acrescidas e, com estas, uma maior responsabilidade também perante os fregueses. Por outro lado, os fregueses são hoje cada vez mais exigentes e querem ser ouvidos e participar nas decisões. Numa freguesia como a Estrela, com contrastes e realidades muito distintas, é cada vez mais importante trabalhar perto das pessoas e construir as políticas não apenas pensando nelas, mas com elas, explicando as questões difíceis, mas auscultando e consultando sempre que isso é possível, partilhando o risco de uma determinada opção e tomando assim decisões mais fortes e suportadas, com alicerces mais robustos. Quero uma cidade viva e vivida, em que se construam equilíbrios que melhorem a qualidade de vida e o futuro das pessoas e da cidade. E isso passa por atuar na vertente social, combatendo o isolamento e a solidão, combatendo as desigualdades e construindo pontes, apoiando a empregabilidade e apostando na melhoria das qualificações; na educação, contribuindo para que o crescimento dos nossos jovens passe também pelo seu envolvimento na comunidade e dando-lhes as ferramentas para serem adultos que pensem criticamente a realidade e o mundo; na cultura, criando uma oferta de qualidade para todos; na participação, ouvindo e decidindo em comunidade; no espaço público, garantindo que, se é de todos, é também para todos; e no ambiente, preparando a cidade para o futuro, melhorando sempre a nossa qualidade de vida comum. É por isto que gostaria de merecer a vossa confiança e depois a dos Lisboetas para criar um projeto progressista e de futuro na freguesia da Estrela, em Lisboa.

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição