IV Congresso do LIVRE/Tempo de Avançar

O IV Congresso do partido LIVRE/Tempo de Avançar teve lugar no Conservatório de Música de Lisboa no dia 20 de dezembro de 2015.

Sobre o Congresso

O Congresso, de carácter eletivo, teve como objetivo a eleição de novos órgãos nacionais e a escolha da Moção de Estratégia Geral que definirá o rumo político do LIVRE nos próximos dois anos.

O direito de voto dos Membros foi realizado presencialmente no lcal do Congresso. Foi também criada uma mesa de voto na cidade de Bruxelas uma vez que o Núcleo Territorial de Bruxelas é, até ao momento, o único núcleo do LIVRE formalizado na diáspora, garantindo o secretismo e o carácter pessoal do voto.

Como habitual, todos os trabalhos do Congresso foram transmitidos via streaming.

Foram recebidas 77 candidaturas (50 homens e 27 mulheres) à Assembleia, em nome individual. Foram também recebida as candidaturas de uma lista ao Conselho de Jurisdição e de uma lista ao Grupo de Contacto.

Pode consultar e descarregar o Regimento do Congresso aqui.

Ordem de Trabalhos do Congresso:

1) Eleição da Mesa do Congresso e abertura do Congresso.
2) Votação do Regimento do Congresso.
3) Eleição da Comissão Eleitoral.
4) Apresentação das moções e das listas candidatas ao Grupo de Contato.
5) Intervenções dos Congressistas sobre as Moções de Estratégia Geral apresentadas pelas listas candidatas ao Grupo de Contato.
6) Apresentação das listas candidatas ao Conselho de Jurisdição.
[Início da votação para o Grupo de Contato e para o Conselho de Jurisdição]
Almoço
[Fim da votação para o Grupo de Contato e para o Conselho de Jurisdição]
[Início da votação para a Assembleia]
7) Intervenções dos candidatos à Assembleia.
8) Intervenções dos Congressistas sobre as Moções Específicas apresentadas pelos congressistas.
9) Anúncio dos resultados das eleições para o Grupo de Contato e para o Conselho de Jurisdição.
[Fim da votação para a Assembleia]
10) Discurso por um membro de cada lista candidata ao Grupo de Contato, por ordem crescente relativamente ao resultado eleitoral.
11) Encerramento do Congresso.

Resultados do Congresso

Na eleição para o Grupo de Contacto foram eleitos os 15 membros da Lista A com 84 votos a favor, 3 votos em branco e 1 voto nulo, passando o novo Grupo de Contacto a ser composto por:

Carlos M Teixeira; Carlos Pestana; Eduardo Viana; Florbela Carmo; Isabel Mendes Lopes; Jorge Morais; Jorge Pinto; Mariana Santos; Mariana Topa; Marta Bobichon Loja Neves; Miguel Dias; Patrícia Gonçalves; Paulo Velez Muacho; Pedro Mendonça; Safaa Dib.

Os membros suplentes do Grupo de Contacto são Marta Costa, Miguel Won, José Manuel Azevedo e Miguel Rodrigues.

Moção de Estratégia Geral da Lista A ao GC: Ser LIVRE

 

Na eleição para o Conselho de Jurisdição foram eleitos os 11 membros da Lista A com 86 votos a favor e 2 votos em branco, passando o novo Conselho de Jurisdição a ser composto por:

António José Lopes; Bárbara Magalhães; Bernardo Rodrigues; João Monteiro; Leonor Caldeira; Luciana Rio Branco; Marta Furtado; Mónica Pina; Nuno Batalha; Pedro Lopes; Rafael Esteves Martins.

Os suplentes do Conselho de Jurisdição são Liliana Veríssimo, Bruno Machado, Sara Proença, André Nóvoa e Teresa Silva.

 

Na votação para a Assembleia do LIVRE, em que participaram 92 membros (87 na mesa de Lisboa e 5 na mesa de Bruxelas), foram eleitos uninominalmente os seguintes membros:

Rui Tavares; Marisa Galiza Filipe; Ricardo Alves; Sílvia Vermelho; Renato Carmo; Geizy Fernandes; Miguel Won; Ofélia Janeiro; José Tengarrinha; Teresa Leitão; Paulo Monteiro; Luísa Álvares; João Massena; Rita Paulos; Adriano Barrias; Susana Beirão; José Manuel N. Azevedo; Isabel Topa; zpaulo carraca; Rosa Barreto; João Vasco Gama; Dolores de Matos; Nuno Fragoso; Glória Franco; Francisco Silva Alves; Maria João Bernardo; Jorge Gravanita; Ana Raposo Marques; Rodrigo Brito; Barbara Tengarrinha; Henrique Mendes; Clarisse Marques; João Lopes; Aurora Cerqueira; Eduardo Proença; Marta Costa; Pedro Nunes Rodrigues; Paula Varanda; André Góis; Ângela Lacerda Nobre; Filipe Mil-Homens; Mariana Laranjeira; José Maria Quintanilha; Sara Neves; João José Ferreira; Ricardo Santos Silva; Nelson Almeida Caetano.

Os candidatos não eleitos, nos termos do regimento do IV Congresso, são considerados suplentes, assumindo o mandato na Assembleia do LIVRE em caso de renúncia de algum membro.

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição