Diminuir a produção de resíduos | 7 OUT | Nordeste, São Miguel

Diminuir a produção de resíduos

Visita ao aterro sanitário e estação de vermicompostagem do Nordeste

7 de outubro | Câmara Municipal do Nordeste 9:30

 

O LIVRE-Açores pronunciou-se contra o encerramento da estação de vermicompostagem, tornado possível pela transferência da gestão de resíduos para a AMISM. Foi também expressa a rejeição da incineradora que a AMISM se propõe construir em São Miguel.

O candidato José Azevedo foi conhecer melhor a atuação da Câmara Municipal do Nordeste, que é pioneira em muitas áreas da gestão de resíduos nos Açores.

E como foi esta manhã?

 

“E se nos Açores o composto substituísse o fertilizante?

No Nordeste leva-se a gestão dos resíduos muito a sério. O município foi pioneiro na recolha seletiva e ainda hoje é o único que a faz porta a porta.

No sistema de tratamento que implementaram, os resíduos indiferenciados (o “lixo”, aquilo que as pessoas não depositam nos ecopontos) é submetido a uma triagem na qual é retirado o material reciclável que ali vem. O restante fica um mês a compostar e depois é crivado.

O material grosseiro é de novo triado para extrair recicláveis e só o restante vai para o aterro. O material fino é submetido à vermicompostagem, para enriquecer o composto e reduzir o teor em metais. O material orgânico fica assim pronto para regressar à terra, de onde se originou.

Este processo gera uma redução de 30% entre o volume que é recolhido e o que vai para aterro. Com melhores condições essa percentagem poderia chegar aos 50%, aumentando-se o tempo de vida útil do aterro.

Considero que, para além da atenção das entidades governamentais e autárquicas à gestão dos resíduos, há uma ação estratégica a desenvolver no essencial: reduzir os resíduos no desenho dos produtos e reutilizar os produtos de forma a evitar que se tornem em resíduos. O parlamento regional devia, nesse sentido, aprovar legislação que incentivasse fortemente a reutilização de embalagens e a venda a granel. Esta é uma medida que faz sentido do ponto de vista ecológica mas que também potenciará o mercado interno, favorecendo a produção local.”

in www.facebook.com/joseazevedopoliteia

Do nosso Programa Eleitoral:

Os Açores estão muito atrás das metas europeias de reciclagem. Este quadro negativo é acentuado pela recente decisão de construção de duas incineradoras, uma já em funcionamento na Terceira e outra em concurso para São Miguel, num investimento total superior a 100 milhões de euros. Esta opção, que foi muito criticada pelas associações ambientalistas açorianas, colocará sérios obstáculos a uma política consequente de prevenção de resíduos a nível regional.

PARA DIMINUIR OS RESÍDUOS O LIVRE DEFENDE:

  1. Reduzir e reutilizar, e só depois reciclar
  2. Sistemas de compostagem de resíduos sólidos urbanos

Um programa vigoroso de prevenção dos resíduos e de reciclagem dos que venham a ser produzidos, associado ao tratamento mecânico e biológico dos resíduos orgânicos deve reduzir a pressão sobre os aterros e eliminar a necessidade de incineração.

 

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição