Última mensagem de Ano Novo de Aníbal Cavaco Silva

Última mensagem de Ano Novo de Aníbal Cavaco Silva

O Presidente da República acaba de proferir aquela que é, no quadro das funções que desempenha, a sua última mensagem de Ano Novo. Aníbal Cavaco Silva falou das dificuldades com que os cidadãos portugueses se têm confrontado nos últimos anos: as taxas de desemprego preocupantes, as desigualdades crescentes, a falta de justiça social, entre outros. O Presidente da República definiu também este tempo como sendo de incerteza.

O LIVRE recorda que Aníbal Cavaco Silva é Presidente da República há 10 anos, foi Primeiro Ministro (e Presidente do PSD) durante 10 anos e Ministro das Finanças durante 1 ano, tendo sido um dos principais atores da vida política nacional nestes 40 anos de democracia: as dificuldades gritantes com que lidam todos os dias os cidadãos portugueses também são da sua responsabilidade.

Por fim, para evitar tempos de incerteza, Portugal teria precisado de um Chefe de Estado efetivamente independente e cujo superior interesse deveria ter sido sempre e acima de tudo a defesa da Constituição Portuguesa e dos direitos mais fundamentais dos Portugueses.

Está a terminar a era Cavaco Silva.
O LIVRE reitera a importância das próximas eleições presidenciais.

Portugal precisa de voltar a ter na Presidência da República um Presidente garante do Estado de Direito, um Presidente de esperança que incarne um novo ciclo virado para a valorização da cidadania e a participação de todas/os na construção de um país mais justo, mais igual e mais solidário.

[fonte da imagem: www.presidencia.pt]

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição