Tolerância no 12 de maio: um desrespeito pelo princípio da laicidade do Estado

Tolerância no 12 de maio: um desrespeito pelo princípio da laicidade do Estado

busto_repub_sv_president.jpg

O LIVRE discorda da decisão do governo da República de conceder tolerância de ponto no dia 12 de Maio por ocasião da visita do Papa Francisco.

Sendo favorável à laicidade e portanto à liberdade de religião, o LIVRE considera que o direito de cada funcionário público católico comparecer em cerimónias religiosas da sua escolha nunca estaria em causa sem esta tolerância de ponto. O fecho das escolas públicas no dia 12 de maio, por exemplo, força muitos pais e cuidadores a um dia de férias ou a encontrarem soluções de recurso para apoio às crianças. Ao decretar a tolerância de ponto de forma generalizada, o governo privilegiou funcionários públicos relativamente aos outros trabalhadores e os católicos relativamente aos outros cidadãos, e apelou implicitamente à participação numa cerimónia religiosa, o que constitui um desrespeito pelo princípio da laicidade do Estado.

 

Fonte imagem: https://www.parlamento.pt/VisitaParlamento/Paginas/SalaVisitasParBustoRepublica.aspx

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição