Todos Somos Charlie

O LIVRE condena veementemente e manifesta a sua enorme consternação pelo ataque hoje perpetrado nas instalações da revista satírica francesa Charlie Hebdo, que resultou na morte de pelo menos 12 pessoas.

A liberdade de expressão e a liberdade de imprensa são valores de toda a humanidade, e como tal consagrados na Declaração Universal de Direitos Humanos, que reivindica para cada indivíduo o direito a não ser agredido ou perseguido pelas suas opiniões, bem como o direito a “receber e difundir ideias sem consideração de fronteiras”. O humor satírico é uma das componentes cruciais destas liberdades e a censura pelo medo é tão nociva a uma sociedade aberta e plural como a censura imposta por ditaduras. Os assassínios de hoje foram um ataque contra a criatividade humana, o humor e a sátira e, em primeiro lugar, um intolerável ataque à liberdade de todos os humanos em todo o mundo.

Charlie Hebdo e todos os jornalistas corajosos contam com a nossa total solidariedade. Enviamos também as nossas condolências às famílias das vítimas.

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição