Nota informativa da 3ª Assembleia do LIVRE

Nota informativa da 3ª Assembleia do LIVRE

Assembleia do LIVRE aprova congresso inovador e reafirma empenho em plataforma política de convergência

 

Covilhã, 21 de setembro 2014

Realizou-se na Covilhã, no quadro das jornadas de reflexão e debate “Os Setembristas”, a 3ª Assembleia do LIVRE — órgão máximo entre congressos do mais recente partido português.

Entre os pontos da ordem de trabalhos estava a aprovação do regulamento do Congresso, a realizar no próximo dia 5 de outubro em Sintra, e o debate sobre o processo de diálogo e convergência à esquerda no qual o LIVRE está empenhado.

Foi adotado um modelo de Congresso inovador. Pela primeira vez em Portugal, partidos e movimentos congéneres ao LIVRE serão convidados não apenas a assistir ao Congresso, mas terão também possibilidade de nele intervir, apresentando diretamente aos congressistas e a toda a opinião pública as suas mensagens políticas. O LIVRE pensa dar assim um contributo ao debate plural que é indispensável para que os país possa enfrentar os grandes desafios do seu futuro próximo.

No quadro da convergência para a mudança de governação que desejamos conquistar nas próximas eleições legislativas, o Grupo de Contacto — órgão executivo do partido — fez o ponto da situação sobre as reuniões que o LIVRE tem mantido com partidos e organizações congéneres da esquerda e da ecologia. Foi dada uma atenção particular ao prosseguimento do diálogo de convergência já iniciado com a associação Fórum Manifesto, diálogo esse que se considerou ser necessário aprofundar nos conteúdos e alargar na participação. A Assembleia mandatou o Grupo de Contacto para fazer todos os esforços para a construção de uma plataforma política e programática comum para a mudança.

Por unanimidade, a Assembleia reafirmou o empenho do LIVRE em catalizar, de forma inclusiva e em conjunto com os cidadãos e organizações disponíveis para a mudança, um movimento democrático e progressista, inclusivo e plural, para transformar a governação e o país num sentido mais justo e solidário.

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição