25 de MAIO

Claudia Vaz Pinto

Dia 25 de maio de 2014 vai ficar na minha agenda como o dia em que o LIVRE elege pela primeira vez deputados para o Parlamento Europeu. Vou seguir esses eleitos com especial atenção e espero que tenham possibilidade de contactar com os eleitores ao longo do mandato.

Se a abstenção vai ser grande em todo o lado, como tudo parece apontar, não interessa. O que interessa é quem tem consciência do que está a fazer quando vai votar, quem decide participar nas escolhas, quem se importa.

Só posso esperar que as poucas pessoas que se vão dar ao “trabalho” de se dirigir aos locais de voto estejam felizes por viverem numa época em que todos podem votar, apesar de nem todos o fazerem.

Conflitos regionais e fronteiriços, envelhecimento, mobilidade, emigração para a UE, união bancária e Euro, integração das políticas fiscais, gestão e controlo orçamental, política energética, próximo presidente da Comissão, etc., são assuntos que interessam, mas, como em tudo, o que interessa é que as pessoas que estão a representar outras possam ter a flexibilidade de fazer concessões nas negociações, mas não ceder no essencial.

O que não muda é que somos cidadãos de um espaço em que as decisões são tomadas em várias línguas, em vários sítios, por várias pessoas e todos podem PARTICIPAR.

 

Cláudia Vaz Pinto, candidata do LIVRE

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição