Candidato a:
Assembleia Municipal de Lisboa
Assembleia de Freguesia de Belém

Eduardo Viana

 

Arquiteto/Urbanista

Nacionalidade: Portuguesa | Naturalidade: Oeiras | Residência: Lisboa

Tenho 33 anos, sou casado e tenho dois filhos. Licenciei-me em 2007 em Arquitetura e Planeamento Urbano e Territorial pela Faculdade de Arquitetura da então Universidade Técnica de Lisboa. Apesar das dificuldades sentidas no sector durante a crise tenho trabalhado na área da Arquitetura e participado também na elaboração de alguns Planos de Gestão do Território, tendo também passado por uma experiência freelancer em que diversifiquei a minha atuação para o design gráfico.

Apesar de uma muito breve passagem pelo PSR antes de entrar para a faculdade, a minha participação política iniciou-se de forma consistente quando decidi ajudar na fundação do LIVRE. Nesse processo fui eleito membro da mesa da primeira Assembleia do LIVRE, fui candidato às eleições primárias para as eleições europeias de 2014 e para as legislativas de 2015 no círculo de Lisboa e contribui ainda para o blog O Irrevogável com cartoons políticos semanais. Neste momento faço parte do Grupo de Contacto onde tenho trabalhado para a gestão diária do partido principalmente através da criação dos conteúdos gráficos e ilustrações para as campanhas desenvolvidas. Desde 2015 que estou a frequentar o programa de doutoramento em Territórios Metropolitanos Contemporâneos do ISCTE na temática da visualidade e das transformações da cidade.

Áreas de interesse: Abertura e Inclusão, Habitação, Mobilidade, Urbanismo

Apresentação da Candidatura

A cidade deve ser para todos. O nosso principal compromisso deverá passar por fazer todos os esforços nesse sentido. Num momento em que o concelho e a região de Lisboa se encontram sob uma pressão cada vez maior no acesso à habitação e a cidade se transforma em resposta a uma procura inédita, revelam-se novos desafios que extravasam este problema concreto. Para tirar partido desta mudança tem de haver capacidade para implementação de políticas progressistas, aproveitando este impulso para contrariar os desequilíbrios gerados, através do aumento da liberdade de deslocação a preços reduzidos, da melhoria das condições ambientais, da criação de oportunidades de trabalho digno e qualificante e de uma aproximação da diversidade cidadã aos processos políticos e decisórios. Em suma, investir numa cidade aberta aos seus visitantes e aos seus residentes, sem muros nem exclusões, com diversidade e acessibilidade na cultura, educação, saúde e habitação, e valorizadora de um espaço comum que é de todos.

Candidato-me porque considero que o programa do LIVRE estabelece o conjunto de prioridades certas para atingir essa visão, respondendo às dificuldades de uma crise persistente ao mesmo tempo que encara os desafios de uma cidade cada vez mais global e cosmopolita, visando sustentabilidade ambiental, económica e social. O meu percurso académico e profissional deu-me experiência na realidade e operacionalidade dos instrumentos de gestão territorial, principais ferramentas do ordenamento municipal, pelo que me candidato consciente da minha capacidade técnica e política para trabalhar no sentido desta visão que o LIVRE propõe para as nossas cidades. Lisboa é livre!

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição